Nova promessa do Google, a plataforma Shoploop, chega para ampliar as opções de eCommerce

Com o Facebook pronto para avançar significativamente suas ambições de comércio eletrônico por meio de suas novas lojas no Facebook e Instagram, o Google também busca garantir sua participação nas compras on-line com uma nova plataforma de exibição de produtos que visa aproveitar a crescente popularidade do vídeo em formato curto – com Instagram, especificamente, na sua mira.

Como você pode ver no vídeo, o novo aplicativo ‘Shoploop‘ do Google permite que as pessoas compartilhem suas experiências com produtos por meio de clipes de vídeo curtos.

Conforme o Google:

“A experiência no Shoploop é mais interativa do que apenas percorrer imagens, títulos e descrições em um site de comércio eletrônico tradicional. Todos os vídeos do Shoploop têm menos de 90 segundos e ajudam a descobrir novos produtos de uma maneira divertida, se você quiser experimentar adesivos para unhas, dar um up nos cabelos ou adquirir um corretivo que ofereça cobertura total”.

O formato real do Shoploop é mais parecido com o Twitter, com os usuários capazes de rolar por um feed de postagens em várias categorias.

“Depois de encontrar um produto que lhe interessa, você pode salvar o produto para comprá-lo mais tarde ou clicar diretamente no site do comerciante para concluir a compra. Você também pode seguir seus criadores favoritos do Shoploop e compartilhar vídeos que gosta com seus amigos e familiares.”

O que é particularmente interessante, porém, é que o Shoploop não é realmente um aplicativo, pelo menos não no sentido tradicional.

Criado pela equipe experimental da Área 420 do Google, o Shoploop atualmente está disponível apenas pela Web para dispositivos móveis, visitando shoploop.app. Isso significa que os usuários não precisam baixar um novo aplicativo, eles podem simplesmente fazer logon pelo navegador da web móvel. Isso pode aumentar o uso, pois não exige que os usuários baixem um novo aplicativo, mas também pode ter algumas limitações sem uma ‘casa’ definida para as pessoas usarem quando procuram comprar.

Como observado, a plataforma é o mais recente no esforço do Google para maximizar seu próprio potencial de comércio eletrônico, que vem acelerando o desenvolvimento em resposta ao aumento do envolvimento das compras on-line durante os bloqueios do COVID-19.

Em abril, o Google disponibilizou gratuitamente listagens no Google Shopping, expandindo seu conjunto de produtos e desenvolvendo seu aplicativo atualizado do Google Shopping, lançado em outubro passado. O Google também adicionou uma gama de novas opções de listagem de produtos e serviços, nos anúncios de pesquisa e nos perfis do Google My Business, para promover melhor as opções de entrega e venda e ajudar as empresas a maximizarem as oportunidades de comércio eletrônico.

Com o Pinterest, Facebook, TikTok e Snapchat procurando melhorar suas opções de compras na plataforma, o Google permanece em uma posição forte nessa frente, pois já tem acesso a um banco de dados abrangente de listagens de produtos disponíveis, e ainda é o líder em pesquisa, e onde muitas pessoas recorrem primeiro para obter mais informações.

Dessa forma, o Google pode fornecer mais comparações de produtos, mais dados de preços – o Google provavelmente conseguirá manter uma parcela significativa da atividade de pesquisa de comércio eletrônico, acessando efetivamente as ferramentas de dados que já possui na pesquisa.

Depois, basta garantir que ele ofereça opções atraentes, semelhantes aos aplicativos sociais, que manterão os compradores alinhados com ele. E, embora o Shopaloop enfrente uma batalha difícil para acompanhar os níveis de engajamento desses outros aplicativos sociais, ele pode dar ao Google outro caminho para o mercado e outra opção para ampliar suas ofertas de comércio eletrônico.

Parece ser uma opção valiosa e útil, que pode potencialmente pegar, especialmente se o Google procurar promovê-lo em resultados de pesquisa relacionados.

Como veículo para a promoção de marcas e produtos, o Google diz que o Shoploop atualmente está focado em:

“Criadores de conteúdo, editores e proprietários de lojas on-line na indústria da beleza em categorias como maquiagem, cuidados com a pele, cabelos e unhas. Nosso objetivo é fornecer a eles uma plataforma na qual eles possam revisar e recomendar produtos e ajudar outras pessoas a comprarem diretamente de seus vídeos”.

Se você é criador de conteúdo ou proprietário de uma loja em qualquer uma dessas áreas de produto, pode se inscrever para se tornar um criador exclusivo do Shoploop.

Você pode conferir o Shoploop no celular aqui (ainda não disponível no Brasil).

Fonte: Andrew Hutchinson – Social Media Today

Deixe uma resposta